10.01.2017

Cultivo do Tamarindeiro Árvore do Tamarindo

Tamarindeiro Árvore do Tamarindo

O tamarindo é uma vagem com casca escura e lenhosa quebradiça, que contém no seu interior sementes duras envolvidas por uma polpa agridoce, rica em vários nutrientes importantes à saúde: (Benefícios do tamarindo). Provém da árvore chamada taramindeiro, também conhecida por tamarineiro, cujo nome cientifico é Tamarindus Indica e pertence à família das Fabaceae e subfamília Caesalpinoideae. Trata-se de uma grande e bela árvore decorativa, com um porte que é capaz de alcançar os 30 metros de altura. As diferentes partes da planta são utilizadas em alguns países como remédio caseiro na luta contra diversas doenças. Temos como exemplo o chá das folhas do taramindeiro que é usado nas Filipinas contra a febre da malária.

O tamarindeiro é uma árvore originária da África tropical que aprecia ambientes quentes e húmidos, porém existem relatos de árvores bem sucedidas no litoral centro de Portugal. Segundo esses testemunhos a árvore sofre com o frio e as geadas do inverno, perde a folha mas rebenta na primavera. A frutificação dá-se por volta de Outubro e Novembro. Este facto só vale nas árvores adultas, nos estágios iniciais de crescimento as geados poderão afectar a planta irreversivelmente.

A possibilidade do tamarindeiro se desenvolver em Portugal deixou-me entusiasmada e levou-me a arriscar uma nova experiência. Sendo eu uma grande apreciadora deste fruto, o tamarindo faz-me lembrar o amendoim no aspecto exterior e a polpa faz-me lembrar a tâmara. Sempre que posso, compro uma boa porção deles. Na minha ultima aquisição, guardei as sementes e lancei as mão à obra. O meu primeiro passo foi fazer uma pesquisa aprofundada e o segundo, lançar as sementes à terra. Logo que possa dou novidades.

Sementeira e plantação do tamarindo


Prefere solos profundos areno-argilosos, com boa drenagem e o pH entre os 5,5 e os 6,5, em áreas abertas e soalheiras. Gosta de ambientes quentes e húmidos, sendo a temperatura óptima de 25º.

Coloque 3 a 4 sementes de tamarindo num vaso com um substrato especifico para sementeiras a uma profundidade de 1 a 2 cm, com o cuidado  de não ultrapassar muito esta medida, sob o risco da germinação não se dar em perfeitas condições. Regue diariamente mas moderadamente até se dar a germinação das novas plantas, que em média e conforme as condições podem demorar entre 5 a 10 dias e mais de um mês a serem avistadas á superfície do solo.
Após a germinação, retire as plantas mais fracas e mantenha a mais vigorosa. Após a muda alcançar os 30 a 40 centímetros, transplante-a para o local definitivo.

Plante a nova árvore numa cova de 50x50 cm, incorpore matéria orgânica. Irrigue a cova e proteja a superfície à volta da planta com palha. O transplante das novas plantas deve ser efectuado em dias nublados e de preferência chuvosos.

Tratos culturais do tamarindo


O tamarindeiro é uma árvore rústica que não necessita de grandes cuidados para sobreviver e dar uma boa produção de frutos, contudo no inicio de ciclo e na fase da frutificação a árvore requer alguns cuidados.
No inicio de vida a planta é muito susceptível a fungos, de modo que a atenção à acumulação de água deve ser redobrada, evite terrenos com tendência ao encharcamento.
O tamarindo aprecia solos ricos em matéria orgânica. Os adubos verdes e as coberturas de solo como a palha favorecem a fertilidade da terra e interferem positivamente no desenvolvimento da planta.
Controle as ervas daninhas de modo a que estas não entrem em competição com a  árvore de tamarindo.
Vá retirando os ramos secos e doentes, remova também os os que se dirigem ao centro, de modo a clarear a copa da árvore.


Frutificação e apanha do tamarindo


Um tamarindeiro adulto produz em média 150 kg a 250 kg por ano. A árvore começa a frutificar 4 a 6 anos após a sementeira. Entre o inicio da floração e a maturação do tamarindo decorrem cerca 8 a 9 meses. Depois do amadurecimento o fruto pode-se manter na árvore por várias semanas.

Sem comentários:

Enviar um comentário