9.12.2017

Cultivo da pitaya (fruta do dragão)

Cultivo da pitaia a fruta do dragão

A pitaya também conhecida como fruta do dragão, é um fruto exótico, saboroso e com vários benefícios a favor da saúde. Provém de um cacto de origem Asiática e cada vez conquista mais espaço no mercado.

A pitaya não necessita de grandes cuidados e é viável até para quem não despende de muito tempo livre. Também é interessante como planta ornamental, pela facto de possuir uma ramificação verde intensa e  flores exuberantes de aproximadamente 20 cm de diâmetro. Porém ela é uma planta nocturna e floresce à noite, ou seja toda a exuberância da flor atinge a sua plenitude na fase mocturna e dura apenas um dia.

Uma das grandes vantagens da pitaia é o facto de poder ser plantada no chão ou em vaso, na segunda opção pode escolher o tutoramento fazendo a planta crescer para cima, ou pode pendurar o vaso deixando a planta pendente.

Como propagar a  pitaya por meio de estacas


Retire um galho do cacto, pela parte que o une à planta.
Plante directamente no local definitivo, na terra ou no vaso. Tenha o cuidado de não enterrar muito, sob o risco do fragmento do cacto apodrecer. A pitaya ganha raízes facilmente, basta encostar o rebento à terra, sustentá-lo com ajuda de uma estaca e regá-lo diariamente mas de um modo moderado, evitando o encharcamento.
O modo de propagação via estaca é o mais rápido, leva uma média de 4 meses a conseguir um sistema radicular forte e completo.

Como semear a pitaya


A multiplicação do cacto também pode ser feito pela semente, aqueles pontinhos pretos que se encontram dentro da fruta. Porém o desenvolvimento é um pouco mais lento e a planta pode levar 2 anos a dar fruto.

As sementes devem ser retiradas de uma pitaya madura, depois de separadas e lavadas em água corrente, devem ser imediatamente semeadas. O ideal é usar um substrato especifico a sementeiras.
Efectue uma rega ligeira diária e se tudo correr bem, após 8 a 10 dias as sementes começam a germinar.
Após o surgimento das novas plantinhas, devem-se reduzir as regas, sob o risco das mudas apodrecerem.
Após 4 ou 5 meses, as novas plantas de pitaia estão prontas ao transplante.

Como plantar a pitaya


Coloque 3 mudas da planta à volta de um tutor com aproximadamente 180 centimetros de altura e ate-as com ajuda de tiras de pano à medida que vão crescendo.

Convém ter mais plantas de pitaya nas proximidades, o objectivo é que floresçam juntas, e levar a uma polinização cruzada com o propósito de aumentar a fecundação das flores e claro, obter uma maior produção de frutos.

Tratos culturais da pitaya


A planta da pitaya necessita de receber sol para crescer de um modo saudável e dar fruto. convenientemente. Escolha portanto um local ensolarado ou pelos menos parcialmente, as raízes até poderão ficar na sombra mas a ponta da planta necessita de sol com o fim de florescer em boas condições.

Se vive numa zona de Invernos acentuados, deverá proteger a sua planta antes da chegada da geada. A pitaya até resiste a geadas leves, mas nada mais que isso.

Tecnicamente a pitaya é um cacto e como tal ela é sensível a solos encharcados. Evite as regas excessivas e plante-a num local com boa drenagem.
As regas devem ser efectuadas quando o solo ao redor da planta se encontrar totalmente seco.
A rega em excesso é possivelmente uma das maiores causas da queda da flor, do apodrecimento do fruto e da morte da planta.

Fertilize apenas ocasionalmente e com cautela, o excesso de adubo pode matar a planta. Quando o fizer escolha um que seja pobre em nitrogénio. O ideal é utilizar adubos orgânicos, caso opte por estrume tenha o cuidado de que sejam bem curtido, distribua-o à volta da planta sem encostar no tronco.

Com o tempo a planta da pitaya atinge um porte considerável, aplique-lhe uma poda de limpeza e arejamento nos ramos de modo a reduzir-lhe também o tamanho. Esta acção poderá fortificá-la, incentivar a floração e aumentar a produção.

Colheita da pitaya


A fruta estará pronta à colheita quando se apresentar cor de rosa ou amarela, dependendo da variedade. Também poderá verificar a maturação pressionando ligeiramente a pitaya com os dedos, se ela se apresentar macia é hora de colher.

Sem comentários:

Enviar um comentário