Como cultivar chia

Como cultivar chia
A planta da chia (Salvia hispanica) é uma planta herbácea da família das lamiáceas e é originária do México. Aos poucos as sementes de chia têm ganhado espaço como complemento alimentar, são
apreciadas pela textura que oferecem e enriquecem as receitas com um grande numero de nutrientes importantes (Benefícios da semente de chia para a saúde)

Não é uma semente propriamente barata, o que é compreensível já que ela requer alguma manutenção, mas ela pode perfeitamente ser cultivada em casa. A planta da chia oferece umas pequenas flores azuis que atraem as abelhas e nos brindam com as desejadas sementinhas. Pode perfeitamente ser cultivada em casa na horta ou em vasos, contudo deve ter em atenção que quando lhe são fornecidas as condições ideais a planta pode alcançar os dois metros de altura.

Condições favoráveis ao cultivo da chia


A chia aprecia ambientes quentes e secos, exige uma boa exposição solar porém acima das doze horas de de luz a planta não floresce, geralmente ela inicia a fase de floração quando os dias começam a encurtar.

Aprecia solos meio secos, com boa drenagem, não necessariamente muitos ricos, com pH situado entre entre os 6,5 e os 7,5. Gosta de de terra rica em matéria orgânica, porém não é exigente.

Se escolher cultivar as suas plantas de chia em vaso, escolha os que tenham um tamanho razoável, tomando em consideração o tamanho da planta.

Sementeira e plantação da planta da chia


A melhora altura para iniciar o cultivo é o inicio da primavera, de modo a evitar que as geadas afetem a planta e comprometam a produção.
A sementeira da chia deve ser feita com um substrato fino, leve e bem arejado. A temperatura ideal deve situar-se entre os 20 e os 25º.
Semeie a chia individualmente, em vasos pequenos, potes de iogurte ou naqueles tabuleiros de isopor esferovite) divididos em quadradinhos. Lance as sementes de chia sobre o substrato ligeiramente húmido, sem as cobrir. As sementes precisam de luz para germinar e devem ser mantidas em terra húmida até brotarem e apresentarem um bom enraizamento. A germinação leva em média 10 a 14 dias.

O transplante deve realizar-se quando as novas plantinhas apresentarem uma altura de 7 a 10 cm, sobre terra limpa, com matéria orgânica incorporada. Mantenha o espaçamento acima dos 40 centímetros entre as planta.

A rega deve ser executada com cautela, a planta não tolera o excesso de água, prefere terras meio secas às muito húmidos.

Colheita das sementes de chia


Do plantio à colheita decorrem aproximadamente 120 a 180 dias, dependendo da época de plantação.
A sementinha da chia surge dentro da inflorescências, geralmente cada cálice origina 3 a 4 sementes.
A colheita dá-se quando os invólucros das sementinhas se apresentam secos, ripam-se ou então cortam-se na totalidade. Depois esfarelam-se com as mão e com ajuda de uma peneira fina retiram-se as impurezas. Depois da colheita retire os ramos secos de modo a potenciar nova rebentação.
A produção da chia rende aproximadamente 800 a 100 kg por hectare.
As sementes de chia devem ser guardadas inteiras em ambiente seco, escuro e fresco, doutro modo elas perdem parte das propriedades.

Hormonas de enraizamento caseiras

Hormonas de enraizamento caseiras

Na natureza há sempre respostas para tudo, com os conhecimentos certos conseguimos fertilizantes naturais, repelentes caseiros, inseticidas naturais, fungicidas caseiros e até enraizadores naturais. Hoje vamos falar especialmente de hormonas de enraizamento feitas em casa com materiais fáceis de encontrar.

Antes de começar pelos procedimentos, é bom saber que a altura ideal de enraizar as estacas é quando a planta recomeça o ciclo vegetativo, ou seja na primavera (Salvo algumas exceções). A planta mãe deve estar em boas condições de modo a garantir estacas fortes e saudáveis.

Com ajuda de uma faca ou tesoura bem afiada corte as estacas de um modo obliquo, com aproximadamente 10 centímetros de comprimento, dependendo da espécie. O corte deve ser executado logo abaixo de um olho ou de um rebento. Corte as terminações do ramo de modo a deixar apenas de 3 a 5 folhas.
Mergulhe a extremidade da estaca nas hormonas de enraizamento e enterre-a no substrato, de modo a que pelo menos um nó fique debaixo da terra. Mantenha preferencialmente numa temperatura de 20º, durante as primeiras semanas.

Como fazer hormonas de enraizamento caseiras


Hormonas de enraizamento de salgueiro: O salgueiro contém rizocalina, uma substancia que que desperta o desenvolvimento de novas raízes e entra na composição de vários enraizadores comerciais.
Corte cascas e galhos de salgueiro (preferencialmente as pontas mais jovens), mergulhe-os em água a ferver. Mantenha a mistura a macerar por 24 horas. Depois coe o preparado e guarde o liquido num frasco de vidro no frigorífico.
Antes de espetar as estacas na terra, introduza a base por 3 horas na solução de salgueiro.

Enraizador de junça (Cyperus rotundus): A junça é rica em fitormônios e possui um alto poder regenerativo,  qualidades que a levam a ser usada na produçã de enraizante caseiro. (No Brasil chamam a junça de tiririca)
Arranque a junça com raiz e bolbos, lave-a com fim de retirar a terra e fragmente-a em pequenas porções. Coloque no liquidificador, cubra-a com água e triture. Coe e guarde num frasco de vidro no frigorífico.
Mergulhe a base das estacas na solução antes de as plantar por 3 horas. Posteriormente poderá também regar as estacas com esta solução diluída numa percentagem igual de água.
Enraizar estacas em água: Coloque 2 colheres de sopa do enraizador de junça em 1 litro de água. Emerja a base dos galhos no liquido durante 24 horas, depois troque por água limpa e mantenha até ao aparecimento das raízes.

Enraizador de lentilhas: No ato da germinação as lentilhas libertam ácido indolbutírico, um enraizador natural.
Coloque um copo de lentilhas num frasco de vidro e encha com quatro copos de água. Deixe em repouso em local fresco e sombreado, até as lentilhas começarem a germinar. Depois triture tudo.
Antes de plantar as estacas, mergulhe-as nesta solução por aproximadamente uma hora.
Este enraizador pode aplicar-se na rega. Dilua na proporção de uma parte de enraizador em 4 partes de água e regue as jovens estacas.
PS: Também dá para fazer com feijão, porém o processo de germinação desta leguminosa leva um pouco mais de tempo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...