5.13.2017

Cultivo da planta do mamão papaia (mamoeiro)

Cultivo da planta do mamão e da papaia (mamoeiro)

O meu entusiasmo por árvores de fruto é ilimitada, ando sempre à procura de plantas e frutos novos. Já tive o prazer de comer mangas de produção própria e agora tenho a expectativa de comer mamão papaia. Mesmo não conhecendo nenhum exemplar desta árvore em Portugal, decidi experimentar. O começo da minha experiência teve inicio num mamão de supermercado, retirei-lhe as sementes, sequei-as, semeei-as e deu-se o inicio da minha nova aventura, que podem ver na foto acima. Com base em muita pesquisa passei aos seguintes passos, vamos ver se chego a bom porto.

Características das plantas do mamão papaia


Segundo consta a papaia é uma planta que pode atingir os 5 metros de altura e embora pareça uma árvore, ela é apenas uma erva gigante de crescimento rápido e vida curta.
Contudo parece que existe macho e fêmea e na na fase inicial não existe uma forma confiável de ver se a planta é macho ou fêmea. A planta macho produz um caule longo e fino com diversas folhas, contudo é na floração que podemos definir o sexo do mamoeiro. As flores do mamoeiro macho ficam dependuradas e afastadas do caule da planta.
Embora as flores dos mamoeiros machos não se transformem em frutos viáveis, elas têm a importante função de fecundar as flores dos mamoeiros fêmeas. Espere que a planta cresça aproximadamente 90 cm de altura para determinar o género de cada planta.
Contudo existem algumas plantas que são hermafroditas, ou seja produzem flores dos dois tipos e se autopolinizam.

A papaia é uma planta tropical, que se desenvolve melhor com temperaturas entre os 19º e os 25º. Quando a temperatura desce abaixo dos 15º, a planta sofre, pára o desenvolvimento vegetativo e reduz o florescimento.

Sementeira e plantação do mamão


O solo deve ser profundo, permeável e rico em matéria orgânica. A planta também necessita de um bom aporte de potássio, boro e zinco. O pH deve situar-se entre os 5,5  e os 6,7. Recomenda-se a correcção da acidez do solo através da calagem.

A planta da papaia gera melhores resultados com adubação orgânica, os estrumes de gado bem curtidos são os mais indicados. Este tipo de fertilização, têm aínda a vantagem de melhorar a estrutura do solo.

O mamoeiro pode ser multiplicado por meio de sementes, de estaca ou enxertia. Contudo a propagação de sementes é a mais utilizada. São escolhidas as sementes de um fruto sadio, livres de pragas e doenças visíveis, deve apresentar um bom tamanho e forma regular.

Coloque 4 sementes num vaso com substrato, com cerca de 1.25 cm profundidade e regue-as, tendo o cuidado de não encharcar. Depois de elas germinarem retire as mais pequenas e deixe apenas uma, a maior ou a que apresentar melhor desenvolvimento. A germinação leva aproximadamente 15 dias.

Transplante as plantas quando elas alcançarem os 15 a 20 cm. Quando colocadas definitivamente no lugar, deve respeitar de um espaço de 2 metros entre as plantas e 3 a 4  metros entre linhas.

Tratos culturais do mamoeiro


Deve-se eliminar o excesso de brotos, de forma a prevenir ataques de pragas e doenças.

A rega deve ser persistente, mas sem exageros. O mamoeiro é uma planta exigente em água, contudo é sensível ao encharcamento.

Em condições favoráveis a floração dá-se 4 a 6 meses após a sementeira, os frutos levam 5 a 6 meses a completar a maturação. Devem ser colhidos com uma ligeira torção, com o cuidado de não ferir a casca.

As maleitas mais preocupante da papaia são o vírus do mosaico e vírus da mancha anelar do mamoeiro. O virus do mosaico provoca o amarelecimento e enrugamento das folhas mais novas, o clareamento das nervuras e uma paralisação no crescimento da planta que se vai reflectir na qualidade do fruto, ou mesmo a morte da planta.
O vírus da mancha anelar, também apresenta o amarelecimento das folhas e clareamento das nervuras, apresenta também a redução da lamina foliar e umas estrias oleosas nos pecíolos. Leva a redução da produção e à possível imprestabilidade dos frutos.
Como não existem tratamentos específicos para estas doenças, a melhor forma de controle reside na eliminação das plantas contagiadas.

3.08.2017

Cultivo de courgettes

Cultivo de courgettes, a abobrinha Italiana

A courgette é da família das cucurbitáceas, cujo nome cientifico: Cucurbita pepo . É uma planta de folhas grandes, com flores amarelas que dão origem a frutos alongados ou cilíndricos, com a pele verde, ligeiramente estriada e brilhante. Existem inúmeras variedades e embora distintas no tamanho, formato, cor e sabor, todas partilham características comuns.
A produção é avassaladora, quando escalonada 2 ou 3 plantas, normalmente são suficientes para o consumo da casa.
As courgettes também conhecidas por abobrinhas, são um dos vegetais mais fáceis de cultivar e uma opção saudável e pratica, que dá origem a inúmeros pratos. A sua ingestão apresenta muitas vantagens para a saúde (Benefícios da courgette) por isso é tão recomendada pelos nutricionistas.

Sementeira da courgette


Esta horticula não se deve semear no local definitivo até aos meados da primavera. Para começar a produzir courgettes precoces deverá iniciar a sementeira de forma protegida, dentro de casa ou em estufa. Deverá fazê-lo em vasos individuais com aproximadamente 8 cm de diâmetro.
Poderão ser plantadas ao ar livre após 4 semanas e após ter passado o risco de geadas.
A plantação deverá realizar-se em fileiras de 100x80 cm.
Para a sementeira directa, deverá colocar a semente a uma profundidade de 2 cm, no solo previamente preparado. Deverá colocar 3 a 4 sementes por cova, que se desbastam logo após a emergência, deixando apenas uma planta.
Germinam com temperaturas acima dos 15º, passado 5 a 10 dias.

Solo e adubação da courgette


O local de sementeira da courgette deve ser aberto e soalheiro.
O solo deverá ser rico em matéria orgânica, ter uma boa capacidade de retenção de humidade e simultaneamente boa drenagem.
O pH do solo deverá situar-se entre os 6 e os 7,5.
É usual o acréscimo de adubos, contudo quando existe uma quantidade rica e generosa de estrumes curtidos ou de composto de jardim, não há necessidade para esse procedimento.

Tratos culturais das courgettes


Regar com regularidade, principalmente após a formação dos novos frutos, contudo tenha cuidado com o encharcamento, que pode danificar as plantas . Todas as plantas da família das abóboras necessitam de muita água para se desenvolverem em perfeitas condições e a courgette não é excessão. Minimize os gastos de água, colocando um empalhamento à volta da planta.
Convém sachar o solo periodicamente, com o fim de o arejar e evitar o aparecimento de ervas daninhas.
Regue a planta com chorume de urtiga diluído a 20% até à formação dos frutos.
A colheita regular estimula a planta a produzir novos frutos.

Pragas e doenças da courgette


Após a germinação as plantas são muito susceptíveis ao ataque das lesmas e caracóis. (Como se livrar de lesmas e caracóis)
A planta da courgette também poderá sofrer alguns surtos de oídio, os quais poderão ser controlados com enxofre flor.

Colheita das courgettes


A colheita dá-se aproximadamente 2 a 3 meses após a sementeira.
O fruto estará pronto ao consumo quando alcançar os 15 a 20 centímetros.
É recomendável que a colheita se faça com uma faca ou tesoura, pelo risco de danificar o caule e as flores.
Caso tenha excesso de produção retire algumas flores e use-as em saladas, elas são uma iguaria fantástica. Poderá também guardar o excedente de frutos, dentro de um saco plástico no frigorífico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...